14 dezembro 2010

Por que não gosto do hipocrinatal

Há vários anos eu tenho por hábito, não me interessar, e ficar irritadiço com o tal do Natal, período este em que as pessoas dizem ser algo cristão, uma comemoração da mais alta elevação, garanto se lessem a bíblia não com ufanismo, mas, com o intuito de associar-se na obtenção de informações veriam que tudo é balela. Enfim, não vou discutir religari, ou crendices folclóricas, apenas mostrar uma outra faceta, que, me motivou a escrever sobre o natal. As pessoas possuem 365 dias no ano(366 dias, em anos bissexto) para vos dizer que desejas felicidades, te ama, saúde e prosperidade, passa o ano te axincalhando, falando mal pelas costas (há pouquíssimas pessoas que se salvam), enfim, de repente, final de ano, amigo oculto (ou seria cínico?), troca de sorrisos amarelos feito skinnys, presentes algumas vezes interessantes, outras dignas de serem guardadas para repasse do próximo amigo sei lá o que, enfim, cada um é cada um, sei que sou ranhento, ranzinza, ogro, Corinthiano, maloqueiro, marginal e sofredor, mas eu vejo assim, eu penso assim, se não gostam... só lamento, com isso consigo firmar mais e mais outras convicções que eu possuo.
Mas aqui vai minha singela contribuição aos que gostam de natal, e são livres do meu despaupério natalino...



Ileniel Nunes
ileniel@hotmail.com

2 comentários:

Sissym disse...

Eu já gostei muito... hoje só tenho más lembranças... é melhor esquecer.

Saudades! beijos

Milady Oliveira disse...

Provavelmente você não saiba, mas eu sou o tipo de pessoa que insiste, muito teimosamente, em ter esperança. Assim sendo, tendo uma queda enorme por crendices e religiões, porque no fundo o que me importa é fazer o bem e ter em quê acreditar. Se o meio será a ciência ou o folclore, pouco me importa.
Mas digo isso porque, apesar de já ter tido péssimas experiências natalinas, eu insisto que Natais melhores virão. E vieram. E vêm. E que, apesar do papeiro comercial que se faz em torno da data, o significado, que é o que realmente move as pessoas - acredito eu - faz para mim uma diferença enorme. E tem feito para as pessoas que convivem comigo nessa data.

Tudo isso para dizer: Feliz Natal!
Seja lá qual for a forma que ele possa ser feliz para você. Lendo um livro, tomando café ou dormindo cedo.

Até mais.